Curitiba lança edital de viaduto estaiado e outras três obras da Copa

Construções custarão R$ 181 milhões no total

Quadro grandes obras de infraestrutura e mobilidade urbana de Curitiba tiveram suas licitações autorizadas no último sábado (17). A construção do viaduto estaiado e da trincheira da rua Guabirotuba, a reconstrução e ampliação do terminal Santa Cândida e a implantação do Sistema Integrado de Mobilidade fazem parte do pacote de obras para a Copa do Mundo da Fifa 2014 e custarão juntas R$ 181 milhões.

Divulgação

Os editais de licitação, agora autorizados, devem ser publicados até sexta-feira no Diário Oficial de Curitiba. Os projetos serão pagos pelo Programa de Aceleração do Crescimento Copa e pela prefeitura.
Também no sábado foi sancionada a lei que cria a Operação Urbana Consorciada Linha Verde, que pretende transformar o perfil urbano do eixo viário que vai desde o Contorno Sul até o Atuba. A expectativa da prefeitura é captar R$ 1,5 bilhão por meio da venda dos Certificados de Potencial Adicional de Construção (Cepacs). A estimativa, no entanto, é que o valor possa chegar a R$ 3 bilhões.

Hoje Curitiba já tem sete obras em andamento para a Copa, com investimento de R$ 143 milhões, com recursos próprios, do Banco Interamericano de Desenvolvimento, da Agência Francesa e do Governo do Estado do Paraná.

Obras
Serão investidos R$ 95,8 milhões na construção do Viaduto Estaiado, que integra o pacote de obras do Corredor Aeroporto-Rodoferroviária. O viaduto será suspenso por cabos de aço e será construído na confluência das avenidas Comendador Franco (avenida das Torres) com a Coronel Francisco H. dos Santos. Sua extensão será de 129 m, com quatro pistas de rolagem, suspensas por 21 cabos de aço ancorados em um pilar de 74 m de altura.

Quando pronto, o viaduto estaiado sob a perspectiva de quem passará por baixo dele terá 6 m de altura, desde a base do asfalto até o tabuleiro. Serão mais 68 m de altura de quem o olha sob a ótica desde as quatro pistas do viaduto até o topo do pilar que ancora os cabos de sustentação.

A trincheira da rua Guabirotuba  terá investimento de R$ 13,7 milhões e tem como objetivo dar maior fluidez ao tráfego na região ao ligar os bairros Jardim Botânico, Prado Velho e Rebouças.

Já o terminal de ônibus Santa Cândida receberá R$ 12 milhões para reforma  e ampliação. Será construída uma nova plataforma e galeria subterrânea para travessia segura dos passageiros e área de comércio, além de novos sanitários.

A reforma do terminal inclui reconstrução das calçadas do entorno e troca da iluminação. Também foi projetado um sistema de captação da água da chuva para aproveitamento em sanitários e na limpeza.

Sistema Integrado de Mobilidade
O Sistema Integrado de Mobilidade (SIM) é um conjunto de medidas, obras, equipamentos e softwares que possibilitará novas ferramentas na gestão da mobilidade em Curitiba. O investimento neste pacote de obras será de R$ 60 milhões para a implantação de um Centro Operacional para o monitoramento permanente das ruas da cidade que integram o Anel Viário.

A partir de um núcleo de comando de operações será possível, por exemplo, avisar em tempo real a necessidade de desvio da rota, em função de obra ou acidente. Com a operação da central os motoristas também receberão informações através de painéis luminosos colocados em pontos estratégicos. Os primeiros painéis serão instalados nas ruas que compõem o Anel Viário, em implantação pela Prefeitura.

O sistema será composto por controladores semafóricos inteligentes, detectores veiculares, rede e concentradores de comunicação com capacidade para transmissão de dados, além dos semáforos.

As imagens que permitirão o monitoramento no Centro Operacional serão de câmeras de circuito fechado de televisão. Ao longo dos 25 km do Anel Viário serão instalados 190 semáforos adaptativos, 18 câmeras e 12 painéis digitais de informações ao motorista.

Outras obras da Copa
No primeiro semestre de 2012 serão licitadas outras duas importantes obras de infraestrutura urbana que integram o pacote para a Copa do Mundo de 2014. O Corredor avenida Cândido de Abreu, com investimentos de R$ 12,1 milhões, já tem projeto sendo analisado pela Caixa Econômica Federal.

A Cândido de Abreu ganhará novas pistas para os veículos e um calçadão central para pedestres com largura média de 17 m, onde serão implantadas as estações de embarque e desembarque de passageiros e equipamentos públicos.

Outra obra importante, com licitação prevista para o começo do ano que vem, é a da requalificação da Rodoferroviária e seus acessos. Serão investidos R$ 36,8 milhões na reforma e ampliação do prédio, áreas de estacionamento, acesso de veículos e pedestres e em um viaduto ligando as avenidas Affonso Camargo e Comendador Franco (Avenida das Torres). O projeto também está em análise pela Caixa Econômica Federal.

Fonte: Marina Pita, da revista Infraestrutura Urbana

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s