Novo prédio do Sesc é autorizado no Parque Dom Pedro II

Revitalização da região do Mercadão Municipal de São Paulo prevê escola de culinária, biblioteca e outros equipamentos culturais

A autorização para a construção do prédio do edifício que abrigará a unidade do Serviço Social do Comércio de São Paulo (Sesc) no Parque Dom Pedro II foi concedida pelo prefeito de São Paulo Gilberto Kassab. A região no centro da capital paulista conta com amplo projeto de revitalização.

Divulgação: UNA Arquitetos

O edifício do Sesc será erguido em uma área de 7 mil m², em terreno público, onde ficava o edifício São Vito, recém demolido pela prefeitura de São Paulo. Em troca, o Sesc ofertará gratuitamente uma série de serviços para a população.

A unidade terá 24 mil m² e abrigará uma clínica odontológica, um restaurante, um café, uma biblioteca, um ginásio poliesportivo, um teatro, salas multiuso, áreas de recreação infantil, piscinas, além de espaços para oficinas culturais.

Em espaço vizinho, está prevista a construção de uma unidade do Senac com cursos voltados para a gastronomia, aproveitando a proximidade do Mercado Municipal da Cantareira (Mercadão Paulistano).

A edificação fará parte do Plano Urbanístico do Parque Don Pedro II, a ser implantado em até dez anos, e elaborado pela Fundação para a Pesquisa em Arquitetura e Ambiente (Fupam), ligada a Universidade de São Paulo (USP). A arquitetura e urbanismo do setor norte, onde está localizado o prédio do Sesc, foi desenvolvido pela UNA Arquitetos.

As primeiras obras do plano consistiram exatamente na demolição dos edifícios São Vito e Mercúrio, e de outras 33 pequenas edificações do entorno. A próxima etapa prevê a construção de um pontilhão sobre o rio Tamanduateí para interligar a região central e o Terminal de Ônibus Parque Dom Pedro II.  Essa nova estrutura possibilitará a demolição do viaduto Diário Popular que, segundo a prefeitura, descaracterizou a paisagem urbana.

Divulgação: UNA Arquitetos

Divulgação: UNA Arquitetos

Divulgação: UNA Arquitetos

Divulgação: UNA Arquitetos

Saiba mais sobre a demolição do São Vito e o uso de destroços na pavimentação.

Fonte: Marina Pita, da Infraestrutura Urbana

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s