Governo suspende contratação de moradias da faixa 1 do Minha Casa, Minha Vida

Até que os pagamentos em atraso sejam realizados, programa habitacional não terá novos contratos para famílias mais pobres

Divulgação: Prefeitura de Araçatuba

O Governo Federal suspendeu na última semana as novas contratações da Faixa 1 do Programa Minha Casa, Minha Vida (MCMV), voltada para famílias com renda mensal de até R$ 1,6 mil, pelo menos até que todos os pagamentos de obras em atraso sejam realizados. Neste ano, a verba do Orçamento Geral da União destinada ao programa habitacional caiu dos R$ 18,6 bilhões investidos em 2014 para R$ 13 bilhões.

No primeiro semestre de 2015, foram contratadas 202 mil unidades habitacionais das 350 mil prometidas até junho. A maioria das moradias contratadas no período são contempladas pelas faixas 2 e 3 do programa, voltadas para famílias com renda mensal entre R$ 1,6 mil e R$ 5 mil.

Para quitar a dívida de R$ 1,6 bilhão em pagamentos da faixa 1 atrasados desde dezembro de 2014, o Ministério das Cidades liberou R$ 800 milhões no último dia 15 e anunciou a liberação dos R$ 800 milhões remanescentes para agosto.

A meta para a terceira etapa do programa, que deve ser lançada no segundo semestre do ano, é construir três milhões de moradias até 2018, além de entregar outras 1,7 milhão de casas já contratadas e em construção.

Fonte: Kelly Amorim – Piniweb

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s