Plano rodoviário reforçará rotas de crescimento em Pernambuco

As intervenções previstas abrangem a construção do miniarco, requalificação do contorno urbano da BR-101 e a duplicação da BR-104

Divulgação: Governo de Pernambuco

O governador de Pernambuco, Paulo Câmara durante o lançamento do plano

Com o objetivo de fortalecer o compromisso do executivo estadual de melhorar a malha viária pernambucana, Paulo Câmara, governador do estado, lançou na terça-feira (25) o Plano Rodoviário de Pernambuco – Caminhos do Desenvolvimento, cujo investimento é de R$ 510 milhões em três obras estruturadoras. A finalidade do programa é melhorar a mobilidade da população e desenvolver o potencial logístico do Estado.

Dentre as intervenções previstas, está o miniarco que consiste em uma via de 14 quilômetros que será construída no município de Abreu e Lima, Mata Norte de Pernambuco, a partir da entrada da PE-035, em Igarassu, até a entrada do município do Paulista, na PE-015, próximo ao Hospital Miguel Arraes.

A expectativa é que a via alternativa descongestione o trânsito da BR-101, principal corredor de transporte rodoviário estadual, com um volume médio diário de tráfego de 49 mil veículos. Também faz parte do plano, a requalificação do contorno urbano da BR-101 e a duplicação da BR-104.

Segundo Paulo Câmara, as obras são anseios antigos dos pernambucanos, sobretudo o miniarco, que será uma alternativa ao Arco Metropolitano, proposto pelo Governo Federal. “O Plano Rodoviário busca integrar cada vez mais Pernambuco, priorizando as rotas de desenvolvimento. Dessa forma, vamos destravar gargalos e, assim, melhorar a mobilidade e a acessibilidade da população, além da condição econômica da região”, destaca.

Ele acrescenta que a cobrança do Arco Metropolitano continua sendo necessária, visto que a população já não pode mais esperar que essa obra federal saia do papel. “Vamos fazer o que for possível para desafogar o trânsito de Abreu e Lima”, garante

O Governo de Pernambuco já investiu R$ 350 milhões, de recursos do Tesouro Estadual, em infraestrutura entre janeiro de 2015 até outubro deste ano. A previsão, de acordo com o governador, é de que até 2018, haverá investimentos de mais R$ 1 bilhão neste setor.

O secretário de transportes, Sebastião Oliveira afirma que os editais de licitação para as obras serão disponibilizados até esta sexta-feira (28), no Diário Oficial do Estado (DOE). “Para a licitação do miniarco levará vantagem quem ofertar a melhor técnica de projeto aliado a um menor custo de pedágio para a população”, revela.

Investimentos

O superintentende regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), Cacildo Cavalcante diz que dos R$ 510 milhões que serão investidos, R$ 350 milhões são de recursos públicos (sendo R$ 260 milhões para o contorno da BR-101 e R$ 90 milhões para a duplicação da BR-104) e R$ 160 milhões serão de iniciativa privada para o projeto do miniarco. “Desses R$ 350 milhões, 90% serão de recursos federais e 10% serão da contrapartida estadual”, detalha, complementando que metade do aporte do Governo Federal já está em caixa.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s